A- A A+

caderno pedagogicoA Política de Prevenção às Violências na Escola prevê a criação de Núcleos de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola (NEPRE), na Secretaria de Estado da Educação (SED), nas 35 Gerências de Educação (GEREDs), na Coordenadoria de Educação da Grande Florianópolis e nas Unidades Escolares da rede pública estadual.

Dentre as atribuições do NEPRE, destacam-se a implantação/implementação de Programas e Projetos a nível Federal, Estadual e Municipal, que contribuem com as ações da Política de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola.

Fazem parte da Política de Prevenção os programas Saúde na Escola e Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD). 
-- Coordenadores NEPRE SED/GEREDs/Coordenaria Grande Florianópolis e IEE

Abaixo encontram-se informações que subsidiam os NEPREs nos processos de formação continuada e estudo.

--  2º Encontro - NEPRE, realizado nos dias 21 e 22 de março de 2016

--  1º Encontro - NEPRE, realizado nos dias 6 e 7 de maio de 2013


ORGANOGRAMA DA REDE DE ATENDIMENTO
Quando o coletivo escolar se encontra diante de situações de violência que excedam as suas atribuições, ou que sejam de grave manifestação - necessitando de atendimento emergencial - deverá ampliar os conhecimentos e contatos com os parceiros da rede de atendimento às crianças e adolescentes. Estas situações de violência demandam à escola proceder a encaminhamentos às instituições governamentais e não governamentais, visando à proteção e o devido atendimento dos envolvidos. Tem, inicialmente como porta de entrada, o Conselho Tutelar, conforme demonstra o organograma. 

 --    Organograma


politicas prevencao

1º CADERNO PEDAGÓGICO

Reflexões para a Implementação da Política  de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola

O objetivo principal deste caderno é apresentar subsídios a todos os profissionais da educação, especificamente aos coordenadores dos Núcleos de Educação e Prevenção às Violências na Escola\NEPRE, para que possam atuar nas ações de prevenção e nas situações de ocorrência de violências na escola.

Não pretende ensinar e nem tampouco ser um receituário sobre o que deve ser feito para resolver problemas tão complexos, mas, sim, sugerir reflexões importantes e oferecer possibilidades de ação para lidar melhor pedagogicamente com a complexidade das demandas que eclodem no contexto escolar. Ao mesmo tempo, vislumbra o envolvimento dos protagonistas da escola, profissionais da educação, estudantes, famílias e/ou responsáveis, entidades democráticas da escola e a participação da comunidade do seu entorno, a trabalhar em rede.

Inicia prefaciando com reflexões sobre a violência e a paz, inspiradas na obra de arte do artista plástico Candido Portinari, em especial, nos painéis Guerra e Paz. Foi por intermédio desta obra que o artista conclamou a humanidade para unida lutar pela paz e dar um basta na guerra. Nessa perspectiva,  os profissionais da educação, das escolas e das gerências de educação, são convidados para implementarem, nas unidades escolares, a mensagem que emana das referidas obras de arte.

-- Caderno: Reflexões para Implementação de Política de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola

violencia peq1

POLÍTICA DE EDUCAÇÃO, PREVENÇÃO, ATENÇÃO E ATENDIMENTO ÀS VIOLÊNCIAS NA ESCOLA
Este documento tem o objetivo de subsidiar os profissionais da educação em relação à prevenção, atenção e atendimento às violências na escola, bem como os aspectos que se interrelacionam na vida estudantil de crianças e jovens, e com a própria violência, enquanto fenômeno multifacetado. Tais aspectos envolvem identidade de gênero, sexualidade, e uso/abuso de substâncias psicoativas (drogas lícitas e ilícitas).

-- Documento na íntegra


educação e diversidadeEDUCAÇÃO E DIVERSIDADE

Esse Caderno Pedagógico tem como objetivo contribuir com os professores na consolidação de ações pedagógicas voltadas à diversidade e à promoção de escolas como espaços educadores sustentáveis. Possibilita formar crianças, adolescentes e jovens a se apropriarem de conhecimentos e valores essenciais para seu pleno desenvolvimento como cidadão. Nesse contexto, entendemos a cidadania como atitudes de auto-respeito, respeito interpessoal e respeito pelo meio ambiente. Além disso, o Caderno contribui para uma incorporação ampliada e estrutural, na pratica pedagógica, as temáticas da diversidade étnico racial afrobrasileira e indígena; dos direitos e deveres das crianças e dos adolescentes e da educação ambiental nos moldes das leis: Lei nº 11.645/08, Lei nº 10.639/03, Lei nº 11.525/07 e Lei nº 9.795/99.

-- Documento na íntegra


 saude nas escolas peqPROGRAMA SAÚDE NAS ESCOLAS

O Programa Saúde nas Escolas (PSE) é uma política nacional do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, instituído pelo Decreto Presidencial Nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007, e tem a finalidade de contribuir para a formação integral dos estudantes da rede pública de educação básica, por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde, desenvolvidas tanto nas escolas como nas unidades básicas de saúde. Integra o projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), dos Ministérios da Educação e Saúde, com apoio de três organismos internacionais: Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Educação (UNESCO), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA)


proerd peqPROERD

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) possibilita a articulação entre as áreas da educação e segurança, na prevenção ao uso/abuso de drogas lícitas e ilícitas e na orientação de crianças, adolescentes, assim como pais ou responsáveis, acerca da busca de soluções e medidas eficazes quanto à resistência às drogas. Além disso:
- Aproxima a Polícia Militar da comunidade escolar e, por consequência, da comunidade em geral, permitindo um clima de parceria e confiança;
- Sensibiliza as crianças e adolescentes para valores morais e éticos, bem como proporciona a construção de uma sociedade mais justa, sadia e feliz;
- Trabalha na prevenção da criminalidade relacionada direta ou indiretamente ao uso de drogas;
- Aborda, também, temas como o bullying, as consequências do uso das drogas e práticas da violência (física, verbal, etc.), a importância de se fazer escolhas certas, perceber a influência dos meios de comunicação e segurança pessoal, tais como: cuidados em casa, em vias públicas, noções de trânsito, como proceder quando presenciar algum fato negativo, entre outros;
- Estimula a participação dos pais no processo de aprendizado sobre a prevenção ao uso das drogas e práticas de violências.


SEXUALIDADE

-- Materiais de estudos referentes às temáticas de Educação Sexual, Violências contra a Mulher, Direitos Sexuais como Direitos Humanos e Educação para a sexualidade, fornecido pela Casa Mulher Catarina/UDESC - Acesse


Para saber mais

Sugestões de livros, vídeos, link, material e orientações para trabalhar com as temáticas transversais.

-- Orientações de prevenção às escolas "Jogo Baleia Azul"
-- Nota de Alerta sobre o jogo Baleia Azul
-- PIPO E FIFI: Prevenção da violência sexual na infância
-- Relação de livros, filmes e links
-- O ECA nas escolas

-- Mapa da Violência 2012: Crianças e Adolescentes do Brasil: Texto na íntegra
-- Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos: Documento

Série Vídeos: Adolescentes e Condutas de Risco

Esta série aborda temáticas sobre a adolescência como uma fase da vida marcada por crescente autonomia e independência em relação à família, bem como pela experimentação de novos comportamentos e vivências.

Paralelamente, observa-se, na atualidade, maior exposição a condutas de risco para a integridade física, mental e social do adolescente.

Os principais fatores a serem discutidos sobre comportamentos de risco entre os adolescentes, nesta série, incluem sexualidade, violências, saúde e uso e abuso de álcool e outras drogas, numa abordagem sociológica e educacional.


Mais informações:
Gerência de Modalidades Programas e Projetos Educacionais (GEMPE) vinculada à Diretoria de Gestão da Rede Estadual de Ensino (DIGR)
Telefone:(48) 3664-0220
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Governo de Santa Catarina | Secretaria de Estado da Educação
Rua João Pinto, 111 | Centro | Florianópolis | SC | CEP 88010-410
Telefone: (48) 3664-0000
Horário de Funcionamento: das 12 às 19 horas
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento:  logo ciasc rodape | Gestão do conteúdo: SED | Acesso restrito