TwitterFacebookYoutubeInstagram

Lucas repassando o texto 1Um documentário literário de 45 minutos foi produzido em sala de aula pelos alunos da EEB Professor Manoel da Silva Quadros, de Canoinhas. A produção reuniu depoimentos da comunidade; atuação de pais, alunos e conhecidos; narração de ex-aluno da escola e finalização e edição de amigos. A ideia surgiu quando o professor de Língua Portuguesa e Literatura, Júlio César Vieira, juntamente com os estudantes do 1º ano do Ensino Médio, abraçaram o desafio de produzir um documentário de 5 minutos para participar da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.

A competição de 2019 tem como tema “O lugar onde vivo”, por isso, refletindo sobre o assunto, os alunos decidiram resgatar histórias e estreitar vínculos com a comunidade. Muitas ideias sobre a narrativa do vídeo foram compartilhadas e, por fim, o tema escolhido foi lendas, especificamente, a lenda “A noiva da estação”, que assombra moradores da região até hoje. Após o documentário vencer na fase municipal das Olimpíadas, os alunos resolveram estendê-lo para dar mais detalhes.

IMG 1609 1A produção estendida foi apresentada para toda a comunidade escolar no dia 31 de outubro, com cerca de quatrocentas pessoas presentes. Em 22 de novembro, foi exibido na Mostra Cultural “Leia Canoinhas” e será disponibilizado, em partes, na rede social da escola.

A história, que passa no Distrito de Marcílio Dias na década de 60, conta sobre a noiva que morreu após ser abandonada no dia do casamento e apareceu na estação de trem. A narrativa foi recriada a partir de pesquisas e relatos de moradores locais, mas é baseada na livre criação artística e não tem compromisso com a realidade. Durante as aulas de língua portuguesa, os alunos trabalharam a construção do vídeo e a forma de criar efeitos com a sequência de texto e imagem. Junto com a produção, foram trabalhados temas como “Diga não ao suicídio”, redes sociais e tecnologia.

 

Assista o trailer do documentário estendido em nosso Facebook.