TwitterFacebookYoutubeInstagram

Logo FICASC SiteNeste ano em formato online, o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra Catarinense (FICASC) exibirá gratuitamente 60 filmes em sua segunda edição. Entre os dias 14 e 20 de setembro o site oficial do festival vai disponibilizar longas, médias e curtas metragens com temas sobre sociedade, meio ambiente e sustentabilidade. Uma parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SED) vai ofertar, ao longo de todo o mês de setembro, o acesso de 12 filmes selecionados para professores da rede usarem em suas atividades pedagógicas. 

 

  

Ficasc filmes selecionadosPor meio da parceria com entre o Ficasc e a SED, professores da rede podem utilizar os filmes para discutir temas sobre sociedade, meio ambiente e sustentabilidade. Doty ressalta que “o festival, em sua essência, abrange um público extremamente variado e de inclusão social, envolvendo fortemente o segmento educacional, bem como pessoas interessadas nas questões ambientais e, sobretudo, amantes do cinema. Nesse sentido, pensando na função pedagógica do cinema, durante a programação do FICASC teremos filmes selecionados especificamente para alunos do ensino fundamental, médio e superior”. Os 12 filmes selecionados estarão disponíveis para os professores no período de 1º a 30 de setembro de 2020. Acompanhe ao lado a lista.

Ficasc filmes escolasOs links de acesso aos filmes para os três níveis da educação estadual já foram encaminhados para as coordenadorias regionais de educação e podem ser disponibilizados nas atividades que integram o planejamento didático dos professores, podendo ainda ser inseridos na plataforma do Google Sala de Aula, Formulários do Google ou em outras ferramentas utilizadas. Além disso, os professores interessados receberam um material de apoio com sugestões de como trabalhar os filmes em suas atividades pedagógicas com os alunos.

Filmes abertos ao público a partir do dia 14/09
Qualquer pessoa com acesso à internet poderá assistir gratuitamente aos 60 títulos, mas somente a partir do dia 14 de setembro. Doty explica que os filmes, brasileiros e internacionais, foram selecionados para instigar o público a repensar suas formas de relação com o meio ambiente neste período de pandemia. ”A proposta do FICASC não se resume meramente na exibição de filmes, mas através deles proporcionar momentos de reflexão e discussão sobre problemas contemporâneos”.

A programação também conta com dois circuitos e quatro mostras de cinema, além de exposições virtuais e “lives” com convidados. Segundo o diretor geral do FICASC, Doty Luz, devido às medidas de distanciamento social para conter a pandemia, foi decidido “realizar essa edição no formato online, oportunizando que um maior número de pessoas tenha acesso aos filmes gratuitamente, ultrapassando assim os limites da Serra Catarinense”.

Sete mostras integram a programação
A programação do FICASC tem sete mostras. A Mostra Contemporânea, resultado da pesquisa em festivais do mundo todo, traçando um panorama do cinema socioambiental nos dias de hoje; a Mostra Amazônia, recorte de filmes de vários países amazônicos, tratando de seus problemas e buscando soluções; a Mostra Povos de Lutas, com filmes sobre questões urbanas, ativismo ambiental e trabalhadores sem-terra; e a Mostra Latina, seleção de obras cinematográficas das Américas do Sul, Central e Caribenha dos últimos anos; Mostra Espanha, Um recorte refinado da produção audiovisual espanhola no contexto socioambiental; Mostra Homenagem, Reconhecimento ao trabalho de André D’elia, ambientalista, diretor e produtor brasileiro que dirigiu alguns dos mais importantes filmes ambientais brasileiros na última década, através do “cinema pedrada" e Mostra Infância, Filmes cuidadosamente selecionados para dialogar com os pequenos sobre a importância de se cuidar, desde a infância, do planeta.

Para completar a programação, o FICASC tem exposições fotográficas “on line”, debates (lives) com convidados e especialistas sobre cinema ambiental, sustentabilidade, florestas, povos indígenas e cinema & educação, assim como uma homenagem ao cineasta e ativista ambiental André D'Elia. O público em geral poderá acessar gratuitamente todos os filmes, no período de 14 a 20 de setembro, através de uma inscrição prévia no site.