Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação
EEB jurema cavalazi.jpg
  • Banner
Entrega de uniformes e kits de material escolar reciclado marca início do ano letivo na rede estadual de ensino PDF Imprimir E-mail
Qui, 11 de Fevereiro de 2010 12:35
10021003_pqPela primeira vez na História, a Secretaria de Estado da Educação vai entregar no início do ano letivo, dia 17 de fevereiro, uniformes de verão e inverno para 415 mil alunos. Na mesma data, 619 mil estudantes recebem o kit de material escolar reciclado. "É mais um compromisso cumprido para assegurar o ensino de qualidade que Santa Catarina merece e precisa", afirma o secretário de Estado da Educação, Paulo Bauer. Ao total, os dois programas representam um investimento de R$ 63 milhões e 950 mil.

10021004_pqO uniforme escolar é composto por um agasalho (calça e jaqueta), uma camiseta de manga longa, dois pares de meias, um par de tênis, uma bermuda, duas camisetas de manga curta e um par de chinelos. "Nos primeiros anos enfrentamos dificuldades operacionais alheias ao controle da Secretaria e tivemos que fazer a entrega em períodos separados. Desta vez isso mudou e os alunos já levam para casa, no primeiro dia de aula, o conjunto completo, para verão e inverno", comemora Bauer. A orientação, segundo ele, é de que os pais ou responsáveis guardem o uniforme para a época de baixas temperaturas em embalagens que preservem as vestimentas contra a ação de insetos e da sujeira.

Neste programa, a Secretaria da Educação investiu R$ 49 milhões e 450 mil reais. O valor per capita por criança é de R$ 120 reais. Sobre o uso dos uniformes nas escolas, a diretora de Assistência ao Estudante da Secretaria, Rogéria Diegoli, enfatiza que a prática "elimina a roupa como um indicador de diferenças sociais que têm efeito negativo na auto-estima dos alunos de baixa renda". Para ela, o uniforme além de nivelar os alunos socialmente, proporciona mais segurança, pois evita a entrada de estranhos que se misturam aos estudantes nos horários de entrada e saída das unidades escolares. "Vivemos tempos de violência, incluindo o uso indiscriminado de drogas, facilitado pela ação de aliciadores. A intenção desta medida, entre outras, é a identificação destes elementos de forma rápida e eficaz", destaca.

Reciclável - Os 415 mil estudantes do ensino fundamental e os 204 mil do ensino médio também vão receber, pelo segundo ano consecutivo, o material escolar confeccionado com matéria prima reciclada. Os alunos de 1ª a 8ª séries terão materiais necessários ao desenvolvimento das atividades escolares em um kit com cadernos, lápis, borrachas, apontador, tubo de cola, régua, lápis de cor, giz de cera, tesoura e mochila.

Para alunos do Ensino Médio serão entregues cadernos, régua, canetas, lápis. Esquadros, apontadores, transferidores, canetas, réguas e as capas dos cadernos foram confeccionados com garrafas plásticas recicladas de refrigerante e de água mineral. Além disso, todo o papel utilizado no miolo dos cadernos também é reciclado. "O material escolar destinado aos nossos alunos é ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito", declara o secretário da Educação. Outro detalhe são as capas dos cadernos, ilustradas por alunos da rede estadual, selecionados em um concurso promovido na rede pública de ensino.

Segundo Bauer, além da grande contribuição para preservação do Meio Ambiente, o fornecimento dos materiais por parte do governo estadual é uma ajuda para os estudantes e um estímulo a mais para o estudo, representando também uma economia para família. Muitos alunos enfrentam dificuldades por causa da falta de material, o que interfere diretamente no aprendizado e na evasão escolar. "O objetivo é evitar que crianças sejam penalizadas por não ter condições de adquirir o material, garantindo desta forma a presença delas na escola, com as condições essenciais para estudar", reforça Rogéria Diegoli. "Desta forma, demonstramos nossa preocupação com uma educação de alto nível, oferecendo material escolar de excelente qualidade, que facilitará o aprendizado para os alunos e auxiliará o trabalho dos professores em sala de aula", argumenta Bauer.

Meio Ambiente - Além de representar uma ajuda a mais e estímulo para os estudantes, o material distribuído pela Secretaria de Estado da Educação contribui para a preservação do meio ambiente. O Brasil produz cerca de 100 mil toneladas de lixo por dia e recicla menos de 5% deste total. O lixo é um problema relativamente recente, pois há algumas décadas, era constituído basicamente por materiais orgânicos, facilmente decompostos pela natureza. Com a mudança nos hábitos, o aumento dos produtos industrializados e o advento das embalagens descartáveis, o lixo tomou outra dimensão.

De tudo que é jogado fora diariamente, 35% poderia ser reciclado ou reutilizado e outros 35% transformados em adubo orgânico, diminuindo as montanhas formadas nos lixões da cidade e, conseqüentemente a degradação do meio ambiente. Ao avaliar estas informações e a necessidade urgente e permanente de educar os catarinenses com a conscientização ambiental, surgiu a idéia de se adotar o material escolar reciclado.

 

Governo de Santa Catarina | Secretaria de Estado da Educação
Rua Antônio Luz, 111 | Centro | Florianópolis | SC | CEP 88010-410 | Telefone (48) 3664-0600 - (48) 3664-0500 | sed@sed.sc.gov.br
Resolução mínima 1024x768 pixels