Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação
Sao Pedro.jpg
  • Banner
Secretaria da Educação se engaja na campanha contra o Bullying PDF Imprimir E-mail
Qua, 12 de Maio de 2010 16:59
120510_pqNos próximos dias, a Secretaria de Estado da Educação encaminha às 1.350 escolas da rede pública estadual, material educativo da campanha "Bullying, isto não é brincadeira", lançada este ano pelo Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC).


O Bullying é um ato de violência praticado intencionalmente, repetidas vezes, por um ou mais alunos contra outro estudante ou grupo. A prática resulta em situações constrangedoras para a(s) vítima(s) e pode provocar baixa autoestima, baixo rendimento, agressividade e até depressão e ideias suicidas.

Em fevereiro deste ano, a Secretaria reforçou sua participação nesse processo, orientando os professores da rede. Para tanto, criou a "Comissão de Prevenção à Violência Escolar", formada por cinco técnicos, que está percorrendo as escolas para avaliar o que está sendo feito para prevenir, reduzir e erradicar a violência nas escolas.

Para a coordenadora do Núcleo de Prevenção e Educação da Secretaria, Rosemari Kock, a campanha "é de fundamental importância. Hoje, o trabalho em parceria fortalece as instituições e em relação ao Bullying. Nem sempre cabe à escola solucionar, já que ela trabalha mais a prevenção, necessitando da participação de outros órgãos assim como apoiando o trabalho de outras entidades", afirmou Rosimari.

O material será repassado às 36 Gerências Regionais de Educação (GRE), que o distribuirá aos 700 mil alunos da rede pública estadual. Também são parceiros da campanha "Bullying, isto não é brincadeira", o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa.

Como identificar uma vítima de bullying

A vítima do bullying pode apresentar as seguintes características: não ter vontade de ir para a escola, apresentar baixo rendimento escolar, voltar da escola com roupas ou livros rasgados, isolar-se dos amigos e da família; aparentar estar triste, deprimida, ansiosa ou aflita; ficar agressiva sem motivo aparente; não gostar de si ou não se valorizar.

Saiba Mais - Na Pesquisa Nacional de Saúde Escolar, realizada em 2009, o IBGE entrevistou 60.973 estudantes da 9ª série do ensino fundamental em escolas públicas e privadas de todas as capitais brasileiras e do Distrito Federal. Cerca de 30,8% dos estudantes entrevistados relataram haver sofrido bullying nos 30 dias antecedentes ao levantamento, de forma ocasional ou frequente.

De acordo com a pesquisa, o problema acontece em maior proporção entre os alunos de escolas privadas (35,5%) do que entre alunos da rede pública (29,5%).

Veja aqui o material da campanha.

Contato da coordenadora do Núcleo de Prevenção e Educação da Secretaria, Rosemari Kock Martins: 3221 - 6088

 

Governo de Santa Catarina | Secretaria de Estado da Educação
Rua Antônio Luz, 111 | Centro | Florianópolis | SC | CEP 88010-410 | Telefone (48) 3664-0600 - (48) 3664-0500 | sed@sed.sc.gov.br
Resolução mínima 1024x768 pixels