Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação
EEB Henrique Stodieck.jpg
  • Banner
Mais de 600 mil estudantes da rede pública estadual voltam às aulas no dia 14 PDF Imprimir E-mail
Por Suely de Aguiar   
Seg, 06 de Fevereiro de 2012 15:13
Um total de 640 mil alunos volta às aulas no dia 14 de fevereiro, terça-feira, nas 1.308 escolas da rede pública estadual. Em torno de 41 mil professores, entre efetivos e Admitidos em Caráter Temporário (ACTs), retornam antes, na próxima quarta-feira (8) para realização de planejamento escolar e reuniões de trabalho. A Secretaria de Estado da Educação (SED) vai realizar na quarta (8) e na quinta-feira (9) uma webconferência para todos os educadores e gestores sobre o início do ano letivo 2012.

Já no início das aulas todos os alunos da educação básica receberão kits de material escolar, confeccionados com matéria-prima reciclável e com ilustrações dos estudantes selecionados em concurso. Para a aquisição dos mais de 600 mil conjuntos, a SED investiu R$ 15 milhões.

Entre as novidades para este ano, o secretário Marco Tebaldi destaca a correção do fluxo da distorção série/idade que beneficiará 18 mil jovens com a criação de turmas especiais, com um currículo paralelo e acompanhamento pedagógico. "Como uma das nossas metas é focar mais no ensino médio, vamos investir mais na formação dos jovens entre 15 e 17 anos, já que 71 mil alunos nesta faixa etária ainda cursam o ensino fundamental", destaca Tebaldi.

Outras ações, consideradas de peso para Tebaldi, é a implementação do Ensino Médio Integrado (EMI) que vai atender, inicialmente, sete mil estudantes, e o Ensino Médio Inovador, que beneficiará oito mil jovens. No EMI, além do currículo tradicional, os alunos aprenderão o idioma Inglês, como segunda Língua; aulas de informática, em laboratórios equipados adequadamente, de música e de empreendedorismo. A meta é chegar a 500 turmas, contemplando 15.500 alunos, em 100 escolas de todo o Estado.

Com custo de cerca de R$ 130 milhões, o projeto proporcionará nove horas de educação acadêmica integrada a outras atividades. Foram selecionadas 40 unidades escolares com melhor estrutura e 60 que já oferecem desde o ano passado o Ensino Médio Inovador, do Ministério da Educação. "Nestas onde funciona o projeto do Governo Federal será feita a transição para o EMI", explica o secretário.

Com relação à infraestrutura das unidades escolares, ele informa que para o início do ano letivo já foram investidos mais de R$ 12 milhões. Isso, sem contar as 343 obras de construção, reforma e ampliação em andamento nas unidades escolares. "Temos mais de 1.300 escolas em todo o Estado e a maioria, em bom estado. Algumas ainda apresentam problemas, mas vamos descentralizar recursos para que sejam solucionados o mais breve possível", declarou o secretário. Lembra ainda que a manutenção dos prédios escolares é de responsabilidade das Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDR) e destaca: "Educação não é só infraestrutura, envolve outras ações também importantes ou fundamentais, como a capacitação e a formação dos professores".

Cita como exemplo o curso de formação continuada "Ensino Médio Integral: Interdisciplinaridade e Planejamento Coletivo", direcionado aos 1.584 profissionais das escolas de Ensino Médio Integral e o Ensino Médio Inovador da rede pública estadual, promovido pela SED, por meio da Diretoria de Educação Básica e Profissional (DIEB). O curso iniciou ontem (5) e vai até quarta-feira (14) e acontecerá em quatro polos/grupos. Os polos 1, 2 e 4 serão em Treze Tílias, no Salão Paroquial; o polo 3, em Itá, no Thermas Resort e Spa.

"Todas as nossas equipes estão muito bem preparadas para começar o ano letivo. Queremos, por meio de ações como estas, aproximar a SED das escolas e assim oferecer aos nossos alunos um ensino de qualidade", disse Gilda Mara.

Kits de material escolar - De acordo com a diretora de Apoio ao Estudante da SED, Rogéria Diégoli, Santa Catarina é o único estado a distribuir material escolar aos alunos da rede pública estadual. "Existem até municípios onde as prefeituras têm esse tipo de ação, somente aqui o governo estadual oferece o material necessário para que crianças e jovens não sejam prejudicados em sua aprendizagem", ressalta.

Ela explica que os itens que constam dos conjuntos foram confeccionados com matéria-prima reciclável e as capas dos cadernos e caixa de lápis de cor são ilustradas com desenhos de estudantes selecionados por meio de um concurso.

Os 180 mil estudantes de 1ª a 5ª séries do ensino fundamental receberão, cada um: três cadernos em espiral, uma mochila, seis lápis grafiteis, duas borrachas, um apontador com depósito, uma cola bastão de 20 gramas, uma régua plástica de 30 centímetros, uma caixa de lápis de cor, uma caixa de giz de cera e uma tesoura.

Aqueles que estão matriculados de 6ª a 8ª séries, um total de 210 mil alunos, serão contemplados com: uma régua plástica de 30 centímetros, um esquadro de 45º e outro de 60º, um transferidor de 360º, uma tesoura escolar, uma caixa de lápis de cor, seis lápis grafiteis, duas borrachas, um apontador com depósito, uma cola bastão de 20 gramas, dois cadernos universitários de 200 folhas, duas canetas azuis e uma mochila. Para os 210 mil alunos do ensino médio serão entregues dois cadernos universitários, uma régua plástica de 30 centímetros, duas canetas e seis lápis grafiteis.

Outros investimentos - Para receber alunos, professores, funcionários e direção das escolas estaduais, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, começará o ano letivo de 2012 já com investimentos na ordem de R$ 67 milhões. Do total dos recursos, R$ 26 milhões foram aplicados na compra de mobiliários, R$ 15 milhões em kits de material escolar, R$ 12 milhões em reformas de escolas e R$ 14 milhões na aquisição de equipamentos, material esportivo e de expediente.

ACTs - Para garantir que não faltem professores, a Secretaria da Educação iniciou no dia 2 de fevereiro e encerra no dia 8 do mesmo mês a primeira chamada de professores aprovados no processo seletivo de Admitidos em Caráter Temporário. Serão preenchidas 9.968 vagas em todo o Estado. "As contratações ocorrem em função do aumento de turmas de alunos, afastamento de professores para tratamento médico, licenças não remuneradas, de gestação, prêmio, entre outras", explica a diretora de Gestão de Pessoas da Secretaria, Elizete Mello.

 

Governo de Santa Catarina | Secretaria de Estado da Educação
Rua Antônio Luz, 111 | Centro | Florianópolis | SC | CEP 88010-410 | Telefone (48) 3664-0600 - (48) 3664-0500 | sed@sed.sc.gov.br
Resolução mínima 1024x768 pixels