TwitterFacebookYoutubeInstagram

capa evento educação e presídio

Os desafios da educação para pessoas privadas de liberdade em tempos de pandemia será o tema do II Encontro Catarinense de Educação em Espaços de Privação de Liberdade, que ocorre de forma virtual nos dias 16 e 17 de junho.

O evento está sendo organizado pela Secretaria de Estado da Educação (SED), Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) e pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). O objetivo é debater a educação em tempos de pandemia, problematizando as práticas docentes e discentes nos espaços de privação de liberdade.

O evento será transmitido ao vivo no canal do IFSC no Youtube e no perfil do Facebook do Câmpus Criciúma do IFSC.

A inscrição é gratuita e pode ser realizada diretamente neste link. Para fins de certificação, no dia do evento o inscrito deverá acessar a plataforma Even3 para realizar seu credenciamento automaticamente e participar das atividades.

Acompanhe abaixo a programação completa:

Quarta-feira – 16/06

13h30: Apresentação cultural com a Banda da Penitenciária Industrial de Joinville e Abertura do Evento

14h15: Palestra “Educação de jovens e adultos privados de liberdade: uma análise das políticas de educação”, com Dr. Elionaldo Fernandes Julião

15h20: Mesa-redonda - Educação para privados de liberdade em tempos de pandemia

Debatedores:
Ma. Beatris Clair Andrade; Ma. Vanusa Maria de Melo; Ma. Maria Sônia Vieira Lira; Esp. Giselle da Silva Cyrillo.
Mediador: Me. Cícero Santiago

17h20: Apresentação cultural com o Coral VIVAVOZ

Quinta-feira - 17/06

13h30: Apresentação de teatro com a peça "Estendemos nossas memórias ao Sol".

A partir de uma oficina de teatro desenvolvida no Presídio Feminino de Florianópolis, com mulheres em situação de privação de liberdade, nasceu a peça "Estendemos nossas memórias ao sol".
Num dia de chuva, uma criança se depara com o desaparecimento dos avós. Somos convidadas a traçar junto a ela um caminho de busca de (re)encontros. A fábula é entremeada com memórias das atrizes. Uma memória feita de água pode ser transformada numa carta, em um convite para lançar ao sol, para estender no pátio, no solo público que é (ou deveria ser) mundo.

Apresentação de poesia: Pessoa privada de liberdade

14h10: Mesa-redonda - Experiências de práticas pedagógicas em espaços de privação de liberdade no contexto da pandemia da Covid-19

Debatedores:

R.S.; Elaina Meira Hinckel; Nelca Figueiredo; Lilian Regina Zanelatto; Flávia Silva Pedro; Mariane Raquel de Souza.
Mediador: Max Dagostim de Mello

A partir das 16h30: Apresentação cultural de Flauta doce - Ressignificando Vidas com Música (Centro Socioeducativo Regional de Chapecó). Instrutor: Adelir Lino

Lançamento dos livros:
- “Apesar de tudo”, de Viviane Lima;
- “Tudo por hoje”, de M. A..