SED – Secretaria de Estado da Educação

logo-sc

Escola de São João do Oeste promove intercâmbio entre estudantes e alemães

Alunos do ensino médio da EEB Madre Benvenuta, em São João do Oeste, participaram no dia sete de julho, do II Encontro Intercultural Teuto Brasileiro, promovido pela escola. O evento promoveu o intercâmbio entre visitantes alemães e os estudantes, que têm o idioma alemão como segunda língua.

A ideia partiu da professora de alemão, Gerlinde Spies Leite, que trabalha na escola há quatro anos e tem como o objetivo proporcionar aos estudantes a troca de experiências e a possibilidade de praticar o idioma com os nativos.

“Sendo o município de São João do Oeste a capital catarinense da língua alemã e um grande promotor da cultura, o intercâmbio está vindo ao encontro do conhecimento e cultura promovidos pela comunidade, atingindo seu principal objetivo: o movimento intercultural e a promoção do idioma alemão, como fonte histórica de cultura”, explica Gerlinde.

Os jovens alemães são moradores da cidade de Ahaus e trouxeram aos alunos da escola conhecimento sobre a cidade alemã, bem como da Alemanha e Europa, além da realidade do país nos dias atuais.

Mediados pela professora, o grupo de alemães conversou com os alunos do novo ensino médio, promovendo um belo momento de intercâmbio cultural entre ambos os países. Houve ainda um momento de troca de experiências, onde os alunos puderam tirar dúvidas sobre o país e o próprio idioma.

Intercâmbio cultural

Durante o encontro, os alunos fizeram apresentações culturais, cantaram e dançaram. Os visitantes falaram sobre a cidade onde vivem, a cultura e os costumes da Alemanha. E teve o momento do “Frühstück” – café da manhã, em alemão – onde eles desfrutaram das comidas típicas alemãs e puderam interagir de forma mais descontraída.

A primeira edição do Encontro aconteceu no ano passado e deve se tornar prática comum do componente curricular de Alemão. “No primeiro encontro nós recebemos cinco alemães, sendo que somente uma moça falava português, por ser filha de brasileira. O irmão dela só entendia um pouco e os outros três nunca tinham tido contato com o nosso idioma”, relembra a professora.

Neste ano, a escola recebeu três alemães, dois deles irmãos, filhos de uma brasileira casada com um alemão. Eles nasceram e residem em Ahaaus desde então. A terceira visitante, de origem turca, jamais havia tido contato com brasileiros, nem com o idioma português, agregando ainda mais para a troca de experiências.

Devido ao sucesso do Encontro, a expectativa para o próximo ano é estender o projeto a todas as turmas. E a escola estuda ainda a possibilidade de mediar um intercâmbio para a Alemanha entre os alunos da escola.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support